jusbrasil.com.br
24 de Junho de 2017

Doleiro admite à Polícia Federal operar caixa 2 do PMDB Lúcio Funaro afirma que Temer sabia de pagamentos ilegais

Edson Pereira de Oliveira, Advogado
há 8 dias

Em depoimento prestado na quarta-feira à Polícia Federal, o doleiro Lúcio Bolonha Funaro reconheceu ter operado caixa dois do PMDB e fez acusações ao presidente Michel Temer. Segundo uma pessoa com acesso ao interrogatório, o doleiro sustentou que Temer, que presidiu o PMDB de 2001 a 2016, tinha conhecimento de doações ilícitas de campanha feitas à legenda. A fonte, porém, não detalhou o grau de conhecimento de Temer sobre essas doações.

Procurada pelo GLOBO, a assessoria do presidente Michel Temer negou em nota ter tido conhecimento de financiamento ilegal de campanha para a sigla. “O presidente Michel Temer somente tinha conhecimento de doações legais ao partido”, informa a nota.

Ao longo de quatro horas, o doleiro falou também sobre como funcionavam nomeações a cargos públicos articuladas pelo PMDB e associadas a desvios de recursos. Apontado como aliado do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ) em esquemas de corrupção, Funaro está preso há quase um ano. Nas últimas semanas, ele contratou um advogado especialista em delação premiada. Apesar dos contatos com o Ministério Público Federal (MPF), não há informações de que o acordo tenha sido fechado.

Ainda na audiência desta quarta-feira, Funaro negou, no entanto, que ele ou seus familiares tenham recebido recursos da J&F, holding que controla a JBS, para se manter calado. O doleiro atribui o recebimento de recursos dos irmãos Batista, donos da multinacional, a três contratos legais que mantinham com ele para prestação de serviços em operações de mercado.

https://br.search.yahoo.com/yhs/search?hspart=itm&hsimp=yhs-001&type=wncy_bxinw_17_22_ssg01&...

Doleiro admite Polcia Federal operar caixa 2 do PMDB

2 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Apesar de tudo estou otimista. Temer está por um fio. Não tem mais condições de se manter no poder. As reações da opinião pública são muito fortes, a demonstrarem que, mais cedo ou mais tarde, o sistema todo vai ruir. Vejam, por exemplo, a última decisão do TSE no sentido de absolver a chapa vitoriosa nas eleições de 2014. Em razão dessa decisão, o tribunal perdeu a já pouca respeitabilidade de que desfrutava. Figuras antes carismáticas deixam de sê-lo de uma hora para outra, porque que se voltam ou se voltaram contra o verdadeiro interesse nacional.

Destarte, a rapidez proporcionada pelas possibilidades tecnológicas na informação fulmina de pronto personalidades e instituições que se tornam pouco confiáveis. Por essas possibilidades, vê-se um parlamento absolutamente desmoralizado, a se antever sua renovação em 2018 como nunca ocorrido. Pesquisas eleitorais e campanhas populistas produzidas por marqueteiros e por veículos de comunicação comprometidos com e establishment tendem a não encontrar mais eco na cidadania consciente. Não há nada mais forte do que fatos. Creio que seremos salvos graças às inovações na tecnologia da informação, porquanto, por meio delas, torna-se fácil desconstruir a manipulação de mentes menos avisadas, abortando, assim, pretensões políticas aventureiras. continuar lendo

Este presidente está desafiando o poder judiciário com apoio do crime organizado.Agora sua única e exclusiva atenção será trocar a PGR pois assim que trocou o ministro da justiça e nomeou dois para TSE, ima jino que ele vai ajir agora contra todos os investigadores.Vamos unir em prol de todos os juristas, Advogados, promotores em todo o Brasil e espalhar este governo corrupto até as ultimas instâncias. Denunciar e cobrar nas redes sociais,em apoio incondicional á Lava - Jato.Fora meliantes travestido de presidente da república. continuar lendo